Frustração

Sentou-se sozinho em um dos bancos do parque. O lago, rendido às carícias da ventania, arrepiava-se em marolas, debaixo das quais as tilápias seguiam bailando em um palco de lodo. Ventinho promíscuo, que lambia lago, árvores e gramado numa orgia que não enciumava a nenhum dos participantes. Mas para ele nem o vento reservava ternuras: embaraçava seus cabelos mal-cuidados como o saci de sua infância fazia com a crina dos cavalos. Sorriu um sorriso feio e triste ao surpreender na ponta da língua, entre as papilas encharcadas de sal morno, a desculpa perfeita, dedo à espera no gatilho: “É só um cisco no meu olho”. Mas ninguém o surpreendeu em meio à ventania para perguntar se ele estava chorando.

Anúncios

~ por Thaís Emília em 07/04/2010.

Uma resposta to “Frustração”

  1. Puxa Thaís: lindo, lindo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: