Descobertas fúteis

Uvas-passas em embalagens de papel que lembram caixas de estalinho – ou aqueles berços pequeninos em que vinham as bonecas Fofolet. Ameixas secas da SunSweet, à venda sob um slogan com o qual concordo inteiramente, inteiramente: “better than fresh fruit. better than apples” – perdem apenas para as ameixas secas pretas e enrugadas que enfeitavam os manjares da minha avó e dos quais resta um rascunho infiel, imortalidade frustrada na receita registrada em um caderninho. Uma foto de alguns anos atrás (jamais saberei dizer quantos, embora sejam poucos) com a estampa de um sorriso que mesmo desatualizado e imóvel me enche de inútil ternura – nunca saberei para quem ele sorria, nem quem são as pessoas ao seu lado.

Anúncios

~ por Thaís Emília em 08/04/2010.

4 Respostas to “Descobertas fúteis”

  1. eu me lembro de um verão em que, todos os dias após o banho, comi ameixas enquanto olhava o céu. nunca soube dizer por que fiz aquilo naquele verão. e tampouco sei dizer por que nunca mais voltei a fazer. beijos (já gostava do seu twitter, agora gosto do seu blog)

  2. nossa morzi… nem parece a coração peludo que conheço! hauhaiuahaih adorei o blog :)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: